Kuala Lumpur com bebê

E chegamos ao Sudeste asiático!!

4 dias em Kuala Lumpur, capital da Malásia! Uma cidade que entrou para nossos planos aos 48 minutos do segundo tempo por 3 motivos: é um destino bom, bonito e barato!

Petronas, o mais famoso ponto turístico de KL
Petronas, o mais famoso ponto turístico de KL

E as pessoas que conhecemos por lá adicionaram ainda mais motivos para você incluir definitivamente a Malásia em sua lista de lugares a conhecer: gentileza, diversidade, simpatia e uma mistura muito especial das culturas malaia, chinesa, indiana e árabe!

HOSPEDAGEM

Ficamos 4 dias em KL em um apartamento (AirBnb) incrível!! Lindo, grande, claro, limpo, perfeito até para morar! A localização era muito boa também, perto da linda e movimentadíssima rua Bukit Bintang (que fica no bairro de mesmo nome), onde tem de tudo! Lojas, restaurantes, shoppings, hotéis, bares, baladas, cafés… E o prédio que estávamos ainda tinha piscina e um mini-playground, perfeitos para o Chico no final do dia! Dentro do nosso orçamento de hospedagem esse apartamento foi um dos melhores que ficamos até agora!

Nosso Airbnb em KL!
Nosso Airbnb em KL!
Piscina no prédio, muito útil pra enfrentar o calorão!
Piscina no prédio, muito útil pra enfrentar o calorão!

A moeda na Malásia tem praticamente a mesma conversão que o Real frente ao dólar, e em geral tudo é mais barato que no Brasil, então pela primeira vez na nossa viagem pela Ásia estávamos em um país onde nosso realzinho valia alguma coisa…

ALIMENTAÇÃO
Nasi Goreng
Nasi Goreng

Fizemos praticamente todas as refeições em casa aproveitando a cozinha maravilhosa e completa que tinha nesse apartamento!!

Nas gôndolas do supermercado vemos muitas influências chinesas, árabes e indianas, e fazer compras aqui é tão interessante quanto andar na rua! Pra cada lado que olhávamos parecia que estamos em um país diferente!

Ingredientes de todos os tipos para todos os gostos, mas nós ficamos na nossa cesta básica de sempre: legumes, verduras, cogumelos, grãos integrais e noodles de arroz.

Comemos somente duas vezes fora de casa, e nas duas vezes meu pedido foi Nasi Goreng, um prato super típico da Malásia e da Indonésia, que é um tipo de fried rice (arroz frito) com diversos legumes, ovos mexidos, frango e um lindo ovo frito por cima de tudo! Delicioso!!!

Chico provando e aprovando o prato!
Chico provando e aprovando o prato!

Em casa fiz minha versão mais saudável desta receita, vegetariana, trocando o “frito” por refogado, e o arroz branco por arroz integral. E gema mole só para os adultos!

Minha versão leve e mais saudável do Nasi Goreng para o Chico!
Minha versão mais leve e mais saudável do Nasi Goreng!
CLIMA
Chico louco pra estreiar a piscina!
Chico louco pra estreiar a piscina!

Calor, calor, calor! E muita umidade! Praticamente uma sauna ao ar livre!

Malásia fica em plena zona tropical no sudeste asiático, com temperaturas mais ou menos constantes durante o ano todo e muita chuva, especialmente durante as monções que vão de Março a Maio, e de Setembro a Novembro.

Fomos em Outubro, e pegamos dois dias de chuva forte, mas que durou poucas horas. Conseguimos aproveitar bastante, apesar da sensação de sauna úmida o tempo todo!

ACESSIBILIDADE E ESTRUTURA
Tudo parado na linda Bukit Bintang
Tudo parado na linda Bukit Bintang

Estrutura e acessibilidade boas! Kuala Lumpur é a capital e a maior cidade da Malásia, com quase 2 milhões de habitantes, e tem todos os prós e contras de uma cidade grande.

O transporte público é bom e os táxis são bons e baratos (bem baratos)! Só vale evitar os horários de pico no trânsito, pois muitas ruas da cidade param, principalmente no centro e no bairro Bukit Bintang, que são as principais áreas turísticas da cidade. E ficar parado em congestionamentos com bebês e crianças pequenas não é um bom programa…

TRANSPORTE
Ótimo trem do aeroporto até a estação central de KL
Ótimo trem do aeroporto até a estação central de KL

Voamos de Pequim a Kuala Lumpur pela AirAsia (6 horas de vôo), e tivemos problemas com nossas malas porque esquecemos de comprar “bagagem despachada”, e sem isso não se pode despachar nada a não ser que você pague tudo como excesso de peso! Conseguimos negociar no check in (em Pequim), mas ainda assim levamos um prejuízo… Quase todas as companhias aéreas da Ásia e Oceania não incluem a bagagem no valor da passagem, você precisa comprar separado, como um “opcional”!

Enfim, erro digerido, Kuala Lumpur nos recepcionou de maneira calorosa! As pessoas são muito gentis e quase todo mundo fala inglês!

Fomos de trem (excelente) do aeroporto até a estação central (também excelente), e depois de táxi da estação até nosso apartamento. Taxis são baratos, e a cidade não é tão grande assim, então vale a pena usar.

De KL fomos até Singapura de ônibus, em uma viagem tranquila, em um ônibus ótimo e super confortável, mas que durou mais de 8 horas! Supostamente deveria ser bem mais rápido, pois são somente 350km, mas o trânsito e a demora nas fronteiras não estavam nos planos… Sobre essa aventura conto mais no post de Singapura!

A linda estação de trem de KL
A linda estação de ônibus de KL
PASSEIOS
Chico passeando no KLCC
Chico passeando no KLCC

Como tínhamos poucos dias na cidade, resolvemos fazer o passeio daqueles famosos ônibus turísticos Hop on Hop off para ver um pouco de tudo. Realmente vimos bastante coisa, mas o tour completo demorou 2 horas e meia! Ficamos muito tempo no trânsito congestionado das ruas do centro, e no final o Chico ficou bem impaciente (e nós também!). Uma dica aqui é evitar os horários de pico do transito para usar esse ônibus.

A cidade é bem interessante, sobretudo do ponto de vista cultural! Essa mistura linda e louca de malaios, árabes, chineses e indianos está estampada em cada esquina, e os bairros são bem específicos de acordo com a ascendência das pessoas. São mini-sociedades no meio de Kuala Lumpur que se misturam durante o dia e a noite voltam para seus “países”. Sensacional!

Uma mas muitas mesquitas da cidade
Uma mas muitas mesquitas da cidade

China Town, Little India, Bairro Árabe, muitas mesquitas (muitas!), alguns templos hindus , budistas, arquitetura típica, idiomas de origem, tudo faz parecer que KL é quase uma Torre de Babel!

O bairro Bukit Bintang é incrível e super badalado! Conhecemos somente durante o dia (com o Chico o turismo noturno fica bem restrito!), mas a noite deve ser uma delícia passear por seus lindos bares e restaurantes!

Petronas
Petronas

Conhecemos as famosas torres-gêmeas Petronas, cartão-postal de KL, que ficam no centro e fazem parte de uma grande área onde também estão o KLCC (Kuala Lumpur City Center) e o shopping Surya.

KLCC
KLCC

O KLCC é um parque lindo!! Tem muito verde, locais debaixo das árvores para picnic, e um espaço para crianças incrível com uma piscina enorme e rasinha cheia de brinquedos! É muito legal passar um tempo com os pequenos neste parque, e a piscina é perfeita para se refrescar do calor absurdo que faz aqui! E justamente por causa do sol e do calor não pudemos ficar muito – e infelizmente não estávamos preparados para pegar uma piscininha com o Chico!! O ideal é visitar este parque nas primeiras horas da manhã, assim dá pra aproveitar muito mais!

Piscina e brinquedos no KLCC
Piscina e brinquedos no KLCC: perfeito nesse calor!

 

Outro ângulo da piscina no parque
Outro ângulo da piscina e lago do parque
Chico almoçando no KLCC com as Petronas ao fundo
Chico almoçando no KLCC com as Petronas ao fundo
Foto com um chinês que passeava no parque.
Foto com um chinês que passeava no parque.
E PRA CONCLUIR…

Nossa passagem pela capital da Malásia, Kuala Lumpur, foi bem rápida mas foi interessantíssima! Tempo suficiente para nos cativar com a super gentileza dos moradores, sua multiculturalidade e sua diversidade tão especial!

Malaios, indianos, árabes e chineses convivendo juntos em sociedade e ao mesmo tempo claramente separados pelos costumes e por toda cultura que sua ascendência carrega.

Ter a oportunidade de mostrar isto ao Chico foi sensacional! Mostrar que diversidade traz riqueza cultural e riqueza de idéias, traz beleza, traz paz! Tudo em uma única cidade!

Talvez me digam: “Mas ele não consegue enxergar tudo isso e não se lembrará de nada”. A minha visão é justamente o contrário! Essa é a realidade que o Chico conhece! Pessoas diferentes a todo instante! Esse é o normal pra ele! Não tenho dúvidas que é com esse pensamento que o Chico já está moldando suas primeiras percepções sobre o mundo que vivemos…

Selfie!
Selfie com as amigas malaias!

Para mais detalhes de nossa viagem a Kuala Lumpur, contamos tudo aqui!

Próxima parada: Singapura!

Um comentário em “Kuala Lumpur com bebê”

  1. Bom dia, estamos pensando em ir com nosso bebe para Kuala Lumpur. Ficamos bem animados depois de ver o post aqui, vocês poderiam compartilhar o link do Airbnb que vocês ficaram. Moramos na China e sempre acompanhamos as aventuras de vocês pelo mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *