Mala do bebê

Acho que uma das dúvidas mais frequentes que temos quando vamos viajar é o que levar na mala… e quando viajamos com bebê esta dúvida só piora! Será que tenho que levar a casa quase inteira? E se o bebê precisar de mais roupas? Quantas fraldas? Quais brinquedos? E remédio?

Bom, de fato viajar com bebê requer uma mala muito mais planejada e pensada, pois as vezes um item esquecido pode atrapalhar (e muito) um momento que é pra ser uma das melhores coisas a se fazer na vida: viajar com seu pequeno!

Abaixo está o check list que uso nas minhas viagens com o Chico. Esta lista consegui originalmente na internet, mas já revisei algumas vezes até chegar nesta versão que considero ser a mais adequada para mim (mas ainda revisarei esse post ao longo das próximas viagens para aprimorá-lo segundo as experiências e aprendizados que for acumulando).

Estes são exatamente os itens que trouxe para nossa viagem de 3 meses pela Ásia e Oceania, de onde estou escrevendo este post.

Os itens em si e suas respectivas quantidades podem variar conforme o destino, o período da viagem, e se será possível ou preciso lavar roupa.

Uma coisa que me ajuda muito na hora de decidir sobre as roupas é checar as temperaturas de todas as cidades a serem visitadas, no período da viagem. Anoto e deixo à mão como referência, e desta forma minimizo faltas e excessos de roupas e acessórios.

E aí vai o check list da mala do Chico:

-> Higiene

– Fraldas (como o Chico já tem mais de 1 ano calculo 4 por dia, mas só levo na mala o suficiente para no máximo 5 dias. Se a viagem for maior que isso compro o restante no destino – em todos os lugares que fui encontrei com facilidade a mesma fralda que uso no Brasil)

– Fraldas para praia/piscina (levo 1 por dia, com o limite máximo de um pacote pequeno)

– Lenços umedecidos (levo um pacote e, se precisar, compro mais no destino)

– Pomada para assadura

– Shampoo e Sabonete (sempre uso algum produto que seja 2em1)

– Cotonete

– Creme dental e escova de dente

– Repelente

– Protetor solar mínimo FPS 60

– Hidratante/Loção calmante para pele

– Toalha de banho (sempre levo 2)

– Piscininha inflável (além de usar na praia, uso para dar banho no Chico)

– Cortador de unha

-> Sono

– Cobertor e/ou mantinha

– Travesseiro

– Lençol

– Pijama

– Algum brinquedinho, paninho ou naninha que o bebê esteja acostumado na hora de dormir (adicionei aqui na lista mas o Chico não usa)

-> Roupas (costumo calcular 2 trocas por dia, mas em geral lavo roupa nos meus destinos – em média a cada 10 dias)

– Bodies e camisetas de manga curta e longa

– Blusas

– Calças

– Bermudas

– Meias

– Tênis e sandália/chinelo

– Sunga

– Chapéu / Boné com proteção UV

– Camiseta de praia de manga longa com proteção UV

-> Medicamentos

Alguns pontos importantes aqui:

  1. É muito difícil eu dar remédio para o Chico, evito ao máximo! Mesmo os homeopáticos só dou em caso de real necessidade.
  2. Sou adepta à homeopatia, mas levo também na bagagem alguns remédios alopáticos, pois sei que pode ser muito difícil conseguir comprar remédios em alguns destino, especialmente internacionais.
  3. Sempre que o Chico apresenta algum sintoma a primeira coisa que faço é falar com a pediatra dele, antes de dar qualquer remédio (inclusive os homeopáticos). Somente com as instruções dela eu faço a medicação, se for o caso.

– Anti-térmico

– Anti-alérgico

– Homeopatia para vômito e diarreia

– Homeopatia para resfriado

– Homeopatia para febre e infecções (todos os vidrinhos de homeopatia levo embalados em papel alumínio para que estejam protegidos ao passarem pelo raio X do aeroporto)

– Antibiótico (de maior abrangência, para causas mais comuns)

– Rinosoro e/ou soro fisiológico em ampolas de 1ml

– Termômetro

-> Acessórios para alimentação

– Potinhos de plástico para comida (levo vários, porque também uso para congelar algumas porções e não precisar cozinhar todos os dias)

– Copo de água

– Babador

– Talheres de plástico

– Bolsinha térmica (para carregar comida e frutas nos passeios diários)

– Descascador de legumes (levo comigo porque a maioria das casas que fico não tem, e acho que faz muita falta)

-> Outros

– Sling (o item mais essencial da minha mala!)

– Brinquedos (levo pouquíssimos brinquedos: 1 carrinho de plástico pequeno, uma bolinha, um conjunto de potinhos de encaixar e 1 livro fininho)

– Bolsa de passeio/Mochila com trocador (a minha é uma mochila comum, mais prática de carregar nas viagens, e uso um trocador que aproveitei de uma outra bolsa)

– Carrinho (modelo guarda-chuva – este item não conta como bagagem no avião, nem em volume nem em peso, e ainda tem a vantagem de poder ser entregue e depois retirado na porta do avião)

– Paninhos de boca e fralda de pano

– Documentos (passaporte, certidão de nascimento – original ou cópia autenticada, pois cópia simples não é aceita)

– Carteirinha de vacinação

– Sacos plásticos para fraldas e roupas sujas

Viagens mais longas pedem uma boa mala de mão! Caso contrário você pode passar alguns apertos indesejáveis… Os itens que carrego comigo são:

-> Mala de mão

– Fraldas (a quantidade depende da duração do vôo + conexões + tempo necessário para chegar no local de hospedagem – calculo com um pouco de folga!)

– Lenços umedecidos

– Trocador

– Copo para água

– Paninhos de boca

– Sacos plásticos

– Mudas de roupa para bebê e mamãe (imprevistos podem acontecer...)

– Brinquedos (1)

– Mantinha (o ar condicionado do avião pode ser bem forte)

– Sling (já levo amarrado no meu corpo, para facilitar os procedimento dentro do aeroporto, aí é só tirar e colocar o bebê, muito prático!)

– Comidinhas e frutas (a quantidade depende da duração do vôo, sempre levo bananas e potinhos com comidinhas que não sujam muito)

Os itens abaixo não trouxemos para a Ásia, mas valem ser avaliados dependendo do destino:

– Babá eletrônica

– Boia (levei para Caribe, mas para a Ásia achei melhor não trazer pois teria pouco uso)

– Bola inflável (para embalar o bebê para dormir, uso muito em casa)

– Sabão em pó específico para as roupas do bebê (não carrego por causa do peso, mas se o bebê for muito novinho acho que vale a pena)

E para finalizar, leite: o Chico só mama no peito, então não preciso incluir na bagagem latas de leite artificial. Para quem usa, é necessário checar se no destino é possível encontrar o leite específico que o bebê toma, caso contrário será necessário levar o estoque para a viagem toda na mala.

Boa viagem!! :o)

Um comentário em “Mala do bebê”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *